PROGRAMAÇÃO

PERFIL MAGDA PUCCI | MÚSICA NO MCB

PERFIL MAGDA PUCCI | MÚSICA NO MCB
Descubra la historia de Magda Pucci.
Foto: Marcelo Vitorino

#MÚSICANOMCB

#MCBEMCASA

Museu da Casa Brasileira homenageia Madga Pucci

Magda Pucci é musicista – arranjadora, compositora, cantora – e pesquisadora de músicas do mundo e das culturas indígenas brasileiras. Formada em Música pela Universidade de São Paulo, é mestre em Antropologia pela PUC-SP e doutora em Pesquisa Artística pela Universidade de Leiden, na Holanda.

Como diretora musical e fundadora do Mawaca – importante grupo de pesquisa e performance que se consolidou por meio de repertórios repletos de temas das tradições: mediterrâneas, balcânicas, africanas, japonesas, indígenas, chinesas, entre outras – Magda faz conviver a multiplicidade de sonoridades e as muitas maneiras de se fazer música pelo mundo, buscando sempre estabelecer e revelar conexões com a música brasileira.

Foi apresentadora e comentarista da Tenda Raiz do Rock in Rio III para a DIRECTV, além de ter atuado como produtora e apresentadora – durante 13 anos – do programa de música “Planeta Som” na USP-FM retransmitido pela rádio SBF4 Multikulti na Alemanha e na Suécia. Também foi diretora musical da Orquestra Mediterrânea, junto a Carlinhos Antunes e Lívio Tragtemberg, projeto que envolveu 21 músicos de países mediterrâneos.

Orquestra Mediterrânea.

Atuou como compositora de trilhas sonoras de peças teatrais como “Fragmentos Troianos” no CPT sob direção de Antunes Filho; do espetáculo “Os Lusíadas” produzido por Ruth Escobar e dirigido por Yacof Hillel e Marcio Aurelio

Trilha sonora da peça “Os Lusíadas”.

Com Carlos Moreno, criou a trilha para o monólogo “Quixote”, dirigido por Fabio Namatame; com a Cia. da Tribo, criou para “Quixote Caboclo”, dirigido por Wanderley Piras, dentre outros. Além do teatro, Magda tem composto para projetos na área multimídia, trilhas de vídeo e espetáculos de dança. Regeu a Banda Sinfônica de Barcelona peça de sua autoria comissionada pelo Festival de Música Experimental de Barcelona LEM, e foi premiada no Percussive Arts Society do Brasil.

MAWACA

Ao lado do grupo, Magda realizou sete álbuns, três DVDs e dois livros, tendo se apresentado em países como Alemanha, Espanha, Portugal, Grécia, França, Bolívia, China e em diversas cidades brasileiras. O Mawaca sempre esteve muito focado nas sonoridades vocais do mundo e o espetáculo Nama Pariret desenvolveu cantos a capella com as cantoras. Para o público infantil, criou um espetáculo baseado no livro “De Todos Os Cantos do Mundo”, com direção de Wanderley Piras.

“Pundela”, projeto Inquilinos do Mundo.

“Kaprolin”, de Phillipe Kadosch.

Teaser “Pelo Mundo com Mawaca”.

Espetáculo infantil “Pelo Mundo com Mawaca”.

 

INTERCÂMBIOS MUSICAIS COM INDÍGENAS

Magda realizou projetos musicais em colaboração com comunidades indígenas como: Kayapó, Guarani Kaiowá, Huni-Kuin e Paiter Surui. Em 2011, o grupo Mawaca realizou uma turnê pela Amazônia, onde criou intercâmbios musicais com diversos grupos indígenas. Esse trabalho deu origem a indagações sobre os fazeres musicais com músicas indígenas e se converteu em uma tese de doutorado pela Universidade de Leiden em Artistic Research. O vídeo da defesa apresenta as indagações de Magda sobre esse tema. Logo após a defesa de seu doutorado na Holanda, no ano de 2019, Magda, André Leite e Renato Soares criaram esse intercâmbio com os Kayapó da Aldeia Moykarakô.

Cantos Da Floresta (“Songs Of The Forest”).

“Mekaron, A Imagem da Alma”, Mawaca E Kayapó.

Em 2019, a artista também esteve em turnê com o projeto “Sonora Brasil”, promovido pelo SESC Nacional, no qual dividiu os palcos com a cantora Djuena Tikuna, Diego Janatã e Gabriel Levy, com quem viajou por 45 cidades do Norte e Nordeste do Brasil até a interrupção do projeto causada pela pandemia em 2020.

Trabalhou em projetos sociais sem fins lucrativos direcionados a crianças e liderou um grupo de refugiados com sede em São Paulo entre 2014 e 2015 no Sesc Carmo. Na área acadêmica, Magda publicou artigos nas revistas Música Popular, Vibrant, ABEM, entre outros.

Magda é coordenadora do Estado de São Paulo do Forum Latinoamericano de Educação Musical, tendo realizado uma série de ações virtuais em tempos da pandemia. É, também, associada do International Council of Traditional Music (ICTM) desde 2013 e membro do Grupo de Estudos de Músicas Latino-Americanas e do Caribe do ICTM.

Atualmente, realiza a curadoraria do Estúdio Mawaca, onde desenvolve atividades artísticas e educativas sempre focando na diversidade cultural do Brasil e do mundo. Como parte das atividades desse espaço cultural, Magda é coordenadora da Cia. Coral Mawaca desde 2019. Desde o início da pandemia, o grupo vem trabalhado no formato virtual.

Magda também atua na área da Educação musical há mais de 20 anos. É autora dos livros “Outras terras, outros sons” (2003); “A Floresta Canta – Uma expedição sonora por terras indígenas do Brasil” para crianças (2015), “A Grande Pedra” (2015) e do projeto transmídia “Cantos da Floresta – uma iniciação ao universo musical indígena (2018). Escreveu também os livros “De todos os cantos do mundo” (2005) e “Contos Musicais” (2015) em parceria com a premiada escritora Heloisa Prieto com músicas do Mawaca.

Conferência “A (re) existência das vozes indígenas na música brasileira” – X Simpósio Internacional de Musicologia da Universidade Federal de Goiânia (UFG).

Teaser Cia Coral Mawaca.

Acompanhe o trabalho de Magda Pucci pelos diferentes canais:

Instagram | Facebook | YouTube – Mawaca | YouTube – Magda| Spotify | Site | Twitter | Estúdio Mawaca | Projeto Cantos da Floresta

Sobre o MCB
O Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, dedica-se à preservação e difusão da cultura material da casa brasileira, sendo o único museu do país especializado em arquitetura e design. A programação do MCB contempla exposições temporárias e de longa duração, com uma agenda que possui também atividades do serviço educativo, debates, palestras e publicações contextualizando a vocação do museu para a formação de um pensamento crítico em temas como arquitetura, urbanismo, habitação, economia criativa, mobilidade urbana e sustentabilidade. Dentre suas inúmeras iniciativas destacam-se o Prêmio Design MCB, principal premiação do segmento no país realizada desde 1986; e o projeto Casas do Brasil, de resgate e preservação da memória sobre a rica diversidade do morar no país.

Acompanhe o Museu da Casa Brasileira também pelas redes sociais.
Instagram | Facebook | Twitter | YouTube | LinkedIn | Spotify 

RECEBA NOSSA PROGRAMAÇÃO

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório
Entrar em contato

ter. a dom. das 10h às 18h

Skip to content