PROGRAMAÇÃO

PERFIL ANNA MARIA KIEFFER | MÚSICA NO MCB

PERFIL ANNA MARIA KIEFFER | MÚSICA NO MCB
Conheça a história de Anna Maria Kieffer.

Foto: Chico Escher

#MÚSICANOMCB

Museu da Casa Brasileira homenageia Anna Maria Kieffer

Cantora e pesquisadora, Anna Maria Kieffer dedica-se principalmente à pesquisa e divulgação da música antiga do Brasil e da música moderna e contemporânea em geral, tendo participado como curadora, criadora e intérprete de importantes festivais no Brasil e exterior. É autora de trilhas sonoras para cinema, exposições e espaços museológicos, bem como de roteiros para obras interdisciplinares de sua concepção. Exerce atividade docente e tem seus textos publicados em revistas e livros especializados.  Está associada ao Studio de Recherches et de Sructurations Électroniques – Auditives, em Bruxelas, é membro da EMF – Electronic Music Foundation, em Albany, Nova Iorque, tendo realizado trabalhos junto ao Groupe de Recherces Musicales – GRM, em Paris.

Foi criadora, com Thais Veiga Borges, do grupo Confraria- Conjunto de Música Antiga e, com Rodolfo Nanni, de  Akron – projetos culturais, empresa para a qual criou a série “Memória Musical Brasileira”. Tem 25 CDs, CDS – livros e DVDs gravados no Brasil, Europa e Américas.

Colabora regularmente  com instituições e centros culturais na organização de eventos musicais e interdisciplinares, como a Bienal Internacional de São Paulo, A Pinacoteca do Estado, o  Instituto Cultural Itaú e diferentes unidades do Sesc-SP, entre outros.

Com o Museu da Casa Brasileira, realizou curadorias e concertos como Natal Musical na Casa Brasileira, a coordenação da restauração do fortepiano pertencente ao acervo do museu, o lançamento da edição em CD-livro do projeto Marilia de Dirceu, o Concerto Italiano – dentro da série de concertos de lançamento do CD-livro Cancioneiro da Imigração e a série de apresentações de Saraus Brasileiros.

 

PRINCIPAIS REALIZAÇÕES

PARTICIPAÇÃO EM FESTIVAIS

Festival de Campos do Jordão

Festival de Música Colonial de Juiz de Fora

Festival Música Nova de Santos

Bienais de Música Brasileira Contemporânea do Rio de Janeiro

Sagra Lucchese, Lucca, Itália

XVII Exposição Europeia de Ciência, Arte e Cultura, Lisboa

Festival da Sociedade Internacional de Música Contemporânea SIMC, Viena

Festival del LIM, Madri

Festival Nuova Consonanza, Roma

Fonè, la Voce e la Traccia,  Ravenna, Itália

Outono de Varsóvia

Semanas de Música Contemporânea de Budapest

Festival Ars Electronica, Linz, Áustria

Stedelijk Museum, Amsterdam

Festival d’Automne, Paris

Festival de Bourges, França

Festival Son-Mu,- GRM, Paris

Festival do Centro Cultural do Museu Reina Sofia, Madri

Festival de Mons, Bélgica

La Semaine du Son, Bruxelas

Festival Ars Electronica de Linz, Áustria | Leo Kupper: Cúpula Sonora com 104 canais | Anna Maria Kieffer em Amkea | Fotógrafo: Divulgação

ÓPERA, ESPETÁCULOS E EVENTOS MULTIMÍDIA

Supermercado Som-Imagem – (mix de obras musicais, teatro, cinema), direção cênica de Rodolfo Nanni

Cantos e Danças para o tempo do Natal – com Confraria: Conjunto de música antiga, Corpo de Baile do Teatro Municipal de São Paulo, direção cênica de Maurice Vanneau

O Céu, a Terra, o Amor, o Mar (música ibérica no tempo das Grandes Navegações) – com Confraria, Conjunto de Música Antiga

Romances Ibéricos da Renascença e Romances recolhidos no Brasil – com Confraria: Conjunto de Música Antiga, direção cênica de Silney Siqueira

Le Jeu de Robin et Marion, de Adam de la Halle (século XIII) – com Confraria: Conjunto de Música Antiga, tradução e direção cênica de Maria José de Carvalho

Os Prazeres do Baile (música brasileira no início do século XIX) – com Confraria: Conjunto de Música Antiga

Foi numa noite calmosa (obras de Luciano Gallet), projeções com obras de Darcy Penteado, direção cênica de Rodolfo Nanni

Mel Nacional (sobre Mário de Andrade e os anos 1920) – concepção geral de Anna Maria Kieffer, direção cênica de Adalberto da Palma

O Mundo Musical de Machado de Assis – pesquisa e concepção geral de Anna Maria Kieffer

O Espírito das Roupas (a partir do livro homônimo de Gilda de Mello Franco) – pesquisa e concepção geral de Anna Maria Kieffer

Concerto para Antonio José da Silva, o Judeu- pesquisa e roteiro de Anna Maria Kieffer, direção cênica de Mauro Wrona

Tarsila e a Música (no contexto da exposição Tarsila do Amaral-percurso afetivo, curadoria de Antonio Carlos Abdalla), concepção geral de Anna Maria Kieffer, videografia de Vanderlei Lucentini

Cage – Campos (espetáculo realizado para a 18º Bienal Internacional de São Paulo, com a presença dos autores), concepção de Anna Maria Kieffer e Theophil Mayer, projeções de Caio Gaiarsa.

Opera Aberta (partitura verbal para cantora lírica, halterofilista e público que aplaude), de Gilberto Mendes

Música no Espaço – ópera para planetários, de Jocy de Oliveira

Fata Morgana – ópera mágica de Jocy de Oliveira

Liturgia do Espaço – ópera de Jocy de Oliveira

Frankenstern, ópera-vídeo de Emanuel de Mello Pimenta, Fernando Zarif e Décio Pignatari

Espaços Habitados – ópera de Conrado Silva com colaboração de Anna Maria Kieffer, textos de Galáxias de Haroldo de Campos, imagens de Carmela Gross com videografia de Tamara K

Ways of the Voice – multimídia a partir de obras de Leo Kupper e Anna Maria Kieffer, vídeos de Alessandra Galasso, Eduardo Campos e Chico Escher, direção cênica de Caio Gaiarsa

Entre o Sacro e o Profano / Electropera – multimídia com obras de Leo Kupper, Conrado Silva, Vanderlei Lucentini e Anna Maria Kieffer

 

Espaço Lúdico de Espaços Habitados de Conrado Silva / Haroldo de Campos

Colaboração na criação Anna Maria Kieffer

DISCOGRAFIA E DVDS



 

Música brasileira histórica:

Cananéia, Tradição Musical e Religiosa (Música Tradicional da Região de Cananéia e Iguape, pesquisa musicológica) LP Tacape, São Paulo, 1982.

Marília de Dirceu (Liras de Tomás Antonio Gonzaga, musicadas por compositor anônimo do mesmo período) CD Akron, São Paulo, 1995 e CD-livro Akron, 2001.

Viagem pelo Brasil (Música brasileira recolhida pelos viajantes da primeira metade do século XIX). CD Eldorado / Akron, São Paulo, 1990-94, e CD-livro Akron, 2000.

Padre João de Deus (Missa em Ré Maior e Credo em Fá Maior, regente Sérgio Dias) CD do IV Festival de Música Colonial de Juiz de Fora, Minas Gerais, 1994.

Mel Nacional (Mário de Andrade e os anos 1920). CD Akron, São Paulo, 1994.

A. Nepomuceno: Canções (Alberto Nepomuceno: Fortaleza, 1864 – Rio de Janeiro, 1920). CD Akron, São Paulo, 1997.

Teatro do Descobrimento (Música no Brasil nos séculos XVI e XVII). CD-livro Akron, São Paulo, 1999.

1900: A Virada do Século (Música no Rio de Janeiro durante a belle–époque).CD-livro Akron, São Paulo, 2000.

A Música na Festa: CD encartado no livro Festa: Cultura e Sociabilidade na América Portuguesa (organização de István Jancsó e Iris Kantor).EDUSP/ HUCITEC, São Paulo, 2001. Prêmio Jabuti, 2002.

Comédia Musical Urbana: CD encartado no catálogo da exposição “Comédia Urbana” (curadoria de Heliana Salgueiro).CD Akron / FAAP, São Paulo, 2003.

Cancioneiro da Imigração (Memória musical de 15 comunidades de imigrantes em São Paulo, SP) CD-livro duplo Akron, São Paulo, 2004.

Música para uma exposição cartográfica: DVD encartado em Anais do Museu Paulista, com as trilhas sonoras realizadas para a exposição “ Cartografia de uma história – São Paulo colonial:

mapas e relatos” (curadoria da Cátedra Jaime Cortesão, Departamento de História da USP). DVD Akron / USP, São Paulo, 2009.

São Paulo paisagens sonoras ( 1830-1880).CD-livro SESC, 2019.

Alberto Nepomuceno – canções. Edição revista, ampliada e remasterizada).CD Akron, 2020

Teatro do Descobrimento : Anna Maria Kieffer, Grupo Anima e Convidados

Música contemporânea:

Anna Maria Kieffer durante apresentação na Sale Olivier Messiaen- INA, Paris | Fotógrafo : divulgação

 Amkea (Obra eletro-acústica de Leo Kupper, Studio de Recherches de Bruxelles), LP Igloo, Bruxelas, 1985.

Fata Morgana (Ópera de Jocy de Oliveira) CD Eldorado, São Paulo, 1990. DVD Spectra, Rio de Janeiro, 2008.

Espaços Habitados (Ópera de Conrado Silva, texto de Galáxias, de Haroldo de Campos) CD Studio M, Brasília / Núcleo de Linguagens Sonoras, PUC, São Paulo, 1995.

Diez Poemas para Canto Solo (obra de Susana Barón Supervielle, textos de Alejandra Pizarnik) em Panorama de la Música Argentina –Compositores Nacidos entre 1909 -1912),

CD produzdo pelo Fondo Nacional de las Artes, Buenos Aires, 1995.

Ways of the Voice (obras com o compositor Leo Kupper para voz e meios eletro-acústicos, realizadas no Studio de Recherches de Bruxelas).

CD Pogus, Nova York, 1999. CD-livro Akron, São Paulo, 2004.

Fugitives Voix (obra do compositor Daniel Teruggi  para voz e meios eletro-acústicos) em The Shinning Space. CD Sargasso, Londres, 2000.

A Pedra (obra do compositor Guilherme Vaz para voz e piano simultâneos) em O Anjo sobre o verde. CD LMCD, Goiânia, 2001.

Xandó (obra de Anna Maria Kieffer e Vanderlei Lucentini para voz e ruídos industriais).CD encartado no catálogo da exposição retrospectiva da obra de Niobe Xandó (curadoria de Antonio Carlos Abdalla), na Pinacoteca do Estado. CD Akron / Pinacoteca, São Paulo, 2007.

Kamana (obra com o compositor Leo Kupper para voz e meios eletro-acústicos, realizadas no Studio de Recherches), Bruxelas, 2010, no CD Digital Voices pelo selo Pogus, Nova York,  2012.

Antonio Vieira: do Tejo ao Amazonas ( concepção geral da composição sobre 6 excertos de 6 sermões do Padre Antonio Vieira), CD- livro Akron, São Paulo, 2015, escolhido como um dos melhores do ano pela revista Concerto, São Paulo.

CURADORIAS DE MÚSICA

18ª Bienal Internacional de São Paulo

Convidado especial: John Cage. Realização da integral da obra do compositor até então. Abertura: Parade de Eric Satie,com Orquestra  regente Júlio Medaglia e Círculo Mágico Ritual, de Conrado Silva, Quarup eletrônico para 20 músicos e 20 sintetizadores.

Pintura de painel em tempo real por  José Roberto Aguilar.

Happening Cage, com vários grupos simultâneos distribuídos pelo espaço interno da Bienal. Muoyce, de John Cage, na interpretação do autor. Cage-Campos (multimídia com obras de John Cage e Augusto de Campos com a presença dos autores).

Natal na Casa Brasileira

Exposição, com Denise Mattar, de brinquedos antigos e de instrumentos musicais para crianças, no Museu da Casa Brasileira.

Apresentações de coros e orquestras de crianças para público infantil.

A Trama do Gosto: um outro olhar para o quotidiano.

Partitura gráfica construída pela integração dos eventos sonoros às instalações integrantes da exposição.

Criação de O Herbário, instalação de Anna Maria Kieffer com cenografia de Felipe Crescenti.

19ª Bienal Internacional de São Paulo

Convidado especial Brian Eno.

Realização da Mostra do Minimalismo Musical com uma audio- videoteca à disposição dos visitantes, com obras de 200 compositores minimalistas nacionais e internacionais.

Fornecimento de cópias gratuitas de obras presentes na Mostra.

Palestras e apresentação de vídeos com óperas minimalistas.

3ª Bienal Internacional de Arquitetura – Construções Sonoras e Intervenções

Instalação de um sistema difusor em oito pistas no espaço expositivo da Bienal com o objetivo de tornar mais perceptíveis relevos, movimentos e fontes sonoras. As obras ou construções sonoras de 20 compositores foram agrupadas em 4 módulos: Música e Espaço, Concreções, Janela para o Oriente, Texas Landscape (com curadoria de Rodolfo Coelho de Souza), Paisagens do Inconsciente.

Intervencões vriadas especialmente por José Augusto Mannis, com colaboração de Vanderlei Lucentini.

100 anos de Cinema

Evento musical organizado pelo SESC Pompéia. Montagem de uma orquestra de cinema do começo do século, sob regência de Achille Picchi. Sonorização de filmes mudos em tempo real.

Apresentação de obras de compositores brasileiros comumente tocadas nas salas de espera dos cinemas e  nos intervalos de filmes.

Programação do Instituto Cultural Itaú 1997: eventos multimídia encomendados especialmente: Francisco  Mignone 100 anos (direção de Fábio Caramuru), Lorenzo Fernandez 100 anos (Dentro da Noite, Walter Weiszflog, direção cênica de Anna Maria Kieffer), Revivendo Pixinguinha: a música dos Oito Batutas (direção musical de Maria José Carrasqueira, direção cênica de Naum Alves de Souza), João Pernambuco o poeta do violão ( direção geral de Leandro Carvalho). Curso 500 Anos de Música no Brasil, palestras e lançamentos de CDs.

São Paulo, seus povos e suas músicas: concepção e direção de treze espetáculos enfocando comunidades de imigrantes, nas comemorações de reabertura da Biblioteca Mário de Andrade.

Salões Musicais Históricos – na Pinacoteca do Estado: O Salão dos Von Langsdorff no Rio de Janeiro (a partir dos relatos de Spix e Martius), O Salão Russo (a partir dos relatos de Tolstoi), O Salão Francês da Belle Époque (a partidos relatos de Proust), O Salão da Condessa Maffei, em Milão (a partir das cartas de Verdi).

Saraus Brasileiros Históricos – no Museu da Casa Brasileira: O Sarau da Marquesa de Santos, O Sarau das Cidades do Ouro, O Sarau Carioca da Belle-époque, O Sarau Modernista.

TRILHAS SONORAS

Abertura da 18ª Bienal Internacional de São Paulo | Curadoria de Anna Maria Kieffer | Círculo Mágico Ritual, de Conrado Silva | Fotógrafo: divulgação

O Brasil dos Viajantes (MASP, exposição curada por Ana Maria Belluzzo)

Rodin (Pinacoteca do Estado, São Paulo, exposição curada por Emanuel Araújo)

Bordallo Pinheiro –Um português tal e qual (Pinacoteca do Estado, São Paulo, exposição curada por Emanuel Araújo)

Comédia Urbana – De Daumier a Araújo Porto – Alegre (MAB-FAAP, exposição curada por Eliana Angotti Salgueiro)

Música para uma Exposição Cartográfica  (Museu Paulista, exposição” Cartografia de uma história – São Paulo colonial: mapas e relatos”, curada pela Cátedra Jaime Cortesão, Departamento de História da USP)

Trilhas Sonoras para o Museu Aleijadinho (Ouro Preto, MG): Festas (Concistório) e, com Vanderlei Lucentini, Teatro da Morte (cripta)

A Marquesa de Santos : uma mulher, um tempo, um lugar: duas trilhas sonoras para a exposição homônima curada por Eloisa Barbuy, por ocasião da reabertura do Solar da Marquesa – Museu da Cidade, São Paulo

Xandó: Música para Niobe (Com Vanderlei Lucentini, Pinacoteca do Estado, São Paulo, exposição Niobe Xandó: a Arte de subverter a ordem das coisas, exposição curada por Antonio Carlos Abdalla)

Vale o homem e seus pertences (documentário longa-metragem de Paulo Pastorelo)

Quanto vale ou é por quilo (participação na trilha do longa-metragem de Sergio Bianchi)

O Retorno  trilha e paisagem sonora no documentário longa-metragem de Rodolfo Nanni), premio de melhor direção e melhor fotografia no CINE PE – Festival de Recife, de melhor som no Festival de Goiânia em 2008 e prêmio Margarida de Prata da CNBB como melhor filme, em 2009

De Palácio a Museu (documentário média-metragem homônimo de Rodolfo Nanni sobre os acervos dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo)

Vazante (consultoria e participação na trilha do filme homônimo de Daniela Thomas).

OBRAS RADIOFÔNICAS

 Vozes da América – participação como consultora musical e intérprete em 16 programas de Regina Porto para a Radio Cultura FM por ocasião dos 400 anos do descobrimento de América.

A Terceira Viagem – participação como consultora e intérprete de 13 programas de Júlio de Paula para a Rádio Cultura FM sobre a Viagem pelo Brasil de Spix e Martius.

Salões Musicais Históricos – criação de13 programas para a Rádio Cultura FM dentro da série Idéias Musicais.

Mel Nacional – obra radiofônica – concepção de Anna Maria Kieffer em criação compartilhada com Regina Porto, José Augusto Mannis e Fernanda Pompeu para a Rádio Cultura FM, sobre Mário de Andrade e seu tempo. Obra apresentada na Rádio Documenta de Kassel 14 do Brasil e que encerrou sua programação, sob curadoria de Janete El- Auli, com a colaboração de José Augusto Mannis.

Para acompanhar o trabalho de Anna Maria Kieffer, acesse:

Instagram | Youtube

Sobre o MCB
O Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, dedica-se, há 50 anos, à preservação e difusão da cultura material da casa brasileira, sendo o único museu do país especializado em arquitetura e design. A programação do MCB contempla exposições temporárias e de longa duração, com uma agenda que possui também atividades do serviço educativo, debates, palestras e publicações contextualizando a vocação do museu para a formação de um pensamento crítico em temas como arquitetura, urbanismo, habitação, economia criativa, mobilidade urbana e sustentabilidade. Dentre suas inúmeras iniciativas destacam-se o Prêmio Design MCB, principal premiação do segmento no país realizada desde 1986; e o projeto Casas do Brasil, de resgate e preservação da memória sobre a rica diversidade do morar no país.

SITE: mcb.org.br/
Museu da Casa Brasileira_ Av. Faria Lima, 2705
Tel.: (11) 3032-3727

Acompanhe o Museu da Casa Brasileira também pelas redes sociais.
Instagram | Facebook | Twitter | Youtube | Linkedin

RECEBA NOSSA PROGRAMAÇÃO

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório
Entrar em contato

ter. a dom. das 10h às 18h

Skip to content