PROGRAMAÇÃO

O TERCEIRO TERRITÓRIO HABITAÇÃO COLETIVA E CIDADE

O TERCEIRO TERRITÓRIO HABITAÇÃO COLETIVA E CIDADE

O Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, e o escritório Vigliecca & Associados realizam o lançamento do livro O Terceiro Território – Habitação Coletiva e Cidade, escrito pelo arquiteto e urbanista Héctor Vigliecca. O evento, na quinta-feira, 23 de abril às 19h, é aberto ao público e gratuito, com a participação de Vigliecca em um debate. Os participantes terão 30% de desconto na compra do livro no local.

A obra reúne os principais projetos de habitação de interesse social e de reurbanização de favelas de Vigliecca e sua equipe, revelando soluções para a construção de habitações coletivas em áreas críticas, seja em região de mananciais, cortiços ou favelas brasileiras. Neste livro, que apresenta os projetos segundo sua inserção urbana, é possível entender como ele cria condições de cidade – e, por consequência, de cidadania – onde não há. Em vez de núcleos habitacionais isolados, baseados em fórmulas repetidas, seus projetos se diferenciam pela relação que mantêm com a cidade e pela originalidade de suas soluções, sem abrir mão da qualidade arquitetônica.

Mais do que um livro de belos projetos, O Terceiro Território – Habitação Coletiva e Cidade traz uma perspectiva de debate da habitação como política pública. Héctor Vigliecca convida o leitor a seu universo de reflexões não com respostas, mas com ainda mais questionamentos: “Habitação social não é um problema construtivo nem um problema de quantidade, a questão é como construímos a cidade, pois entendemos o âmbito urbano como principal fator que determina a qualidade do habitar. A habitação deve estar sempre diretamente ligada à estrutura da cidade como um todo legível e indissolúvel – seja ele urbano ou suburbano”.

Em edição bilíngue (português/inglês), o livro, que também foi lançado nos Estados Unidos, tem organização e análise de projetos da professora e pesquisadora do Mackenzie e da FAAP Lizete Rubano e apresentação do professor doutor da FAU-USP Luiz Recamán.

Sobre Héctor Vigliecca 

Héctor Vigliecca é sócio-fundador, com Luciene Quel, do escritório de arquitetura Vigliecca & Associados, com sedes em São Paulo e Rio de Janeiro. Com mais de 40 anos de carreira, desenvolve projetos arquitetônicos e urbanísticos com ênfase em projetos urbanos de grande escala. Dispõe de uma vasta produção que abrange projetos de habitação de interesse social, arenas esportivas, edifícios institucionais e centros culturais, reurbanização e requalificação de espaços públicos. Entre os projetos se destacam Parque Novo Santo Amaro V; projeto de modernização da Arena Castelão (sede da Copa do Mundo 2014); Arco Tamanduateí, em São Paulo; Parque Olímpico de Deodoro, centro de competições da RIO 2016; e edifício anexo da Biblioteca Nacional (RJ); além de projetos nos programas Morar Carioca e Renova SP. Arquiteto e urbanista graduado pela Universidad da La República – UDELAR, em Montevidéu, Uruguai, com revalidação da FAU-USP e pós-graduação em Urbanismo pela Università degli Studi di Roma, foi indicado ao Mies Van der Rohe (1998) pelo projeto do Sesc Nova Iguaçu, em Nova Iguaçu, Rio de Janeiro; participou da Bienal de Veneza 2014 com dois projetos de habitação social; realizou o projeto Complexo Residencial Bulevar Artigas, em Montevidéu, em co-autoria com Arturo Villaamil, Thomas Sprechmann e Ramiro Bascans, que integra a exposição “Latin America in Construction: Architecture 1955-1980”, no MoMA, de 29 de março a 19 de julho, e está no livro “O Terceiro Território – Habitação Coletiva e Cidade”.

Realização: MCB e Vigliecca & Associados

RECEBA NOSSA PROGRAMAÇÃO

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Entrar em contato

ter. a dom. das 10h às 18h

Skip to content