PROGRAMAÇÃO

MOSTRA | EM CARTAZ: DESIGN GRÁFICO PARA EVENTOS DE DESIGN

Créditos: Alisson Ricardo

#EXPOSIÇÕESMCB

Em cartaz de 30 de março a 09 de junho de 2019. 

O Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, trouxe para as salas expositivas a exposição “Em Cartaz – design gráfico para eventos de design”, que apresentou uma retrospectiva histórica de cartazes de alguns dos eventos mais importantes do design brasileiro.

‘Que design gráfico foi projetado para cartazes de eventos de design?’. Foi essa a pergunta norteadora que baseou os curadores Débora Buonano e Marcos da Costa Braga na seleção das peças que constituíram a mostra no MCB. Os cartazes foram escolhidos dentre as centenas de impressos que integram o acervo do colecionador e designer Auresnede Pires Stephan.

Abertura

Os cerca de 50 cartazes selecionados para a exposição foram organizados em três tipos de eventos: encontros, prêmios e mostras; cada um deles expressa linguagens visuais variadas e abrange desde o foco na comunicação concisa e objetiva, até a ênfase na expressividade da cor e da forma. A intenção é não só tornar possível a promoção do resgate da memória gráfica desses eventos, mas também proporcionar um espaço para reflexões.

A mostra foi mais uma ação do Museu da Casa Brasileira na promoção do resgate da importância do cartaz enquanto peça gráfica central nas campanhas de divulgação. Nesse mesmo sentido, o MCB promove há mais de 20 anos o Concurso do Cartaz para cada edição anual de seu Prêmio Design, assim como uma extensa agenda de cursos, oficinas, exposições, lançamentos de livros e palestras sobre o tema.

Cartazes Expostos

Destaques na Mídia

Impresso e Online 

Revista 29 horas | Almanaque da Cultura | Nice que Disse | RG Online | Conexão Cultura | Blog Salão Design | Portal de São Paulo 

Rádio

Rádio Ipanema FM

Sobre Marcos da Costa Braga
Graduado em Design (1985) pela UFRJ e doutor em História Social pela Universidade Federal Fluminense (2005), Marcos atualmente é professor do Departamento de História da Arquitetura e Estética do Projeto da FAU–USP e é membro do grupo de pesquisa História, Teoria e Linguagens do Design do LabVisual da FAU–USP. É membro do Conselho de Orientação Cultural do Museu da Casa Brasileira e do corpo de avaliadores dos periódicos científicos Estudos em Design, Revista Arcos, Educação Gráfica (Brasil) e RChD creación y pensamiento (Chile). Autor de vários artigos e livros sobre história do design no Brasil e um dos coordenadores da coleção de livros ‘Pensando o Design’, também organizou o livro ‘O Papel Social do Design Gráfico’ e a série de livros ‘História do Design no Brasil’. Coordenou o júri de trabalhos escritos do Prêmio Design do Museu da Casa Brasileira em 2013 e 2014. Tem experiência profissional em Desenho de Produto e Programação Visual e suas principais linhas de pesquisa são história do design no Brasil e memória gráfica.

Sobre Débora Gigli Buonano
Mestre e doutora em Educação Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Atua como professora de História da Arte e História do Design, no Centro Universitário Belas Artes de São Paulo e Universidade São Judas. Foi professora colaboradora na disciplina de História do Design na FAU-USP. Atuou profissionalmente na Pinacoteca do Estado de São Paulo e MASP. Foi bolsista da Fundação Vitae na National Gallery of Art Washington-DC.

Sobre Auresnede Pires Stephan
Graduado em Desenho Industrial pela FAAP (1970), bacharel em Propaganda pela ESPM (1970), mestre em Arte, Educação e Cultura pelo Mackenzie (2007) e doutorando em Design pela FAU USP (2015-2019), Auresnede atualmente é professor no curso de Moda da Faculdade Santa Marcelina, ESPM e IED-SP. Já foi jurado de diversas edições do Prêmio Design MCB, além de ter participado do júri do Prêmio IDEA, Prêmio Abilux, e da identidade visual da 5ª Bienal Brasileira de Design. Também foi consultor em três edições do Desafio Odebrecht-Braskem-Tramontina de Design, quatro edições do Prêmio Sebrae-Minas, Prêmio Tok&Stok de Design Universitário (2005 – atual), além de curador adjunto da 1ª e 2ª Bienal Brasileira de Design (São Paulo e Brasília), curador da Mostra Jovens Designers em todas as 6 edições ADP (Associação de Designers de Produto) e de integrar o Conselho Administrativo do Museu da Casa Brasileira. Coordena também a Coletânea 10 Cases do Design Brasileiro pela Blücher.

Sobre o MCB
O Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo que completou 50 anos em 2020, dedica-se à preservação e difusão da cultura material da casa brasileira, sendo o único museu do país especializado em arquitetura e design. A programação do MCB contempla exposições temporárias e de longa duração, com uma agenda que possui também atividades do serviço educativo, debates, palestras e publicações contextualizando a vocação do museu para a formação de um pensamento crítico em temas como arquitetura, urbanismo, habitação, economia criativa, mobilidade urbana e sustentabilidade. Dentre suas inúmeras iniciativas destacam-se o Prêmio Design MCB, principal premiação do segmento no país realizada desde 1986; e o projeto Casas do Brasil, de resgate e preservação da memória sobre a rica diversidade do morar no país.

Museu da Casa Brasileira
Av. Brig. Faria Lima, 2705 – Jardim Paulistano
Tel.: +55 (11) 3032.3727

RECEBA NOSSA PROGRAMAÇÃO

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Entrar em contato

ter. a dom. das 10h às 18h

Skip to content