PROGRAMAÇÃO

Alejandro Sarmiento designer

A exposição apresenta um panorama da produção do argentino Alejandro Sarmiento, projetista industrial que se dedica à exploração de diferentes materiais e de resíduos gerados pela indústria do consumo para ampliar suas possibilidades de criação e reuso. Revela uma trajetória marcada pela invenção, inovação tecnológica e experimentação de novos materiais, trazendo peças feitas com a reutilização de descartes.

Alejandro Sarmiento é um dos designers de produto mais destacados da Argentina e uma referência máxima em design sustentável na cena internacional. Busca o design fabricado em grandes séries, econômico, que empregue o mínimo de material e energia em sua produção. Faz uso freqüente do deslocamento de componentes industriais feitos para uma função, empregando-os em novo contexto. Com uma câmara pneumática de caminhão, cria peças para sentar, para usar como jogos, módulos e divisórias. As “Ready Made”, de forma cilíndrica, servem como puf. “São, sobretudo, produtos amigáveis. Se você os empurra, eles se movem e não lamentam. Se você se muda, eles desinflam e você pode levá-los na carteira”, resume Sarmiento.

A criação do Projeto PET/Conteúdo Líquido, para a reciclagem de garrafas e a reutilização de peças padrão, o levaram a ultrapassar fronteiras e expandir seu trabalho para outros países. A prestigiada revista inglesa I-D encomendou ao designer um objeto para seu 25º aniversário. Sarmiento, que trabalhou em colaboração com Federico Meyer Arana, fez um painel com trama de colméia, realizando a caixa “I-D Brink”. Foram produzidas 400 peças, enviadas a Londres para ser presenteadas no Fashion and Textile Museum. Uma delas está no Chelsea Art Museum, de Nova York, que integra a mostra “i-dentity” nas principais capitais do mundo, onde são vendidas. A caixa também pode servir de divisória.

Outro exemplo de criação por ‘sugestão de material’ é o premiado “Circus Stool”, que faz parte do acervo permanente do Museu de Arte Moderna, de Buenos Aires. Um banco que surpreende por sua simplicidade e contundência de suas formas. Sua estrutura laminar suporta até 120 quilos. “As buscas que faço passam por minimizar a quantidade de materiais e usar poucos elementos”, diz Alejandro Sarmiento.

“Proponho criar brinquedos em que a criança tenha participação na montagem e que possa ser personalizado por ela, utilizando ementos de outros lugares onde se valoriza o significado do objeto em si”, explica Sarmiento que, em parceira com Lújan, criou o Satorilab.

O robozinho “Naturito”, criado em workshop do laboratório experimental Satorilab, realizado em Buenos Aires, que está à venda no MoMA, em Nova York, também fará parte da mostra, assim como peças criadas no workshop “La niñez em juego”, realizado na Argentina dentro da proposta de oficinas de criação em parceria com a jornalista argentina Luján Cambariere, além do resultado do mesmo workshop “A infância em jogo”, a ser realizado no Senac SP, entre 16 e 23 de outubro.

Após morar em Nova York, Alejandro Sarmiento hoje vive em Buenos Aires. É titular da cátedra Tecnologia e usos do alumínio, da Universidad Torcuato Di Tella, e professor e assessor acadêmico da Universidad de Palermo. Conquistou, entre outros os prêmios Ideé Design Award, Marc Newson Award, The Yamaha AST Audio System e Tokio Designers Block e menção honrosa na Design Explorations 2001 da Parsons School of Design de Nova York.

Apoio: Senac SP

Abertura e palestra: 27/10, às 19h30
Ingresso: R$ 4,00 – Estudantes: R$ 2,00
Gratuito aos domingos e feriados
Acesso a pessoas com deficiência
Visitas orientadas: 3032-2564/agendamento@mcb.org.br
Saiba mais
Veja informações sobre a palestra Veja informações sobre a palestra

RECEBA NOSSA PROGRAMAÇÃO

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Entrar em contato

ter. a dom. das 10h às 18h

Skip to content