PROGRAMAÇÃO

Viola em Casa Brasileira

O Museu da Casa Brasileira realiza atrações especiais durante os meses de junho e julho. Entre os destaques da programação, estão as cinco apresentações no MCB que integram o projeto Viola em Casa Brasileira, com shows de alguns dos principais representantes do gênero do país, nos dias 18 e 25 de junho e 2 e 10 de julho sempre às 20h, com entrada gratuita.

O projeto, que conta com apoio do Ministério da Cultura, teve início com shows dos grupos Conversa Ribeira e Paulo Freire Trio, respectivamente nos dias 18 e 25 de junho. Em julho, a agenda prossegue com o grupo Viola Arranjada e os dançarinos do Catira Espora de Prata, no dia 2 e, no dia 10, a Orquestra Filarmônica de Violas encerra a programação com a participação especial do músico Renato Braz.

No dia 2 de julho às 20h, o grupo Viola Arranjada, formado pelos violeiros Anderson Baptistas, Thiago Rossi, Ighor Aguila e Vinícius Muniz, apresenta ao público o seu primeiro trabalho: “O Vale das Repetições”. Em um repertório que transita entre as tradições da viola caipira, a música de concerto e a música instrumental, unindo o popular ao erudito, o quarteto receberá os dançarinos de catira de Barretos (SP) do Catira Espora de Prata. A catira, que também pode ser chamada de cateretê, é uma dança do folclore brasileiro na qual o ritmo musical é marcado pela batida dos pés e das mãos dos dançarinos. De origem híbrida, com influências indígenas, africanas e europeias, é uma dança típica do interior do Brasil, principalmente na área de influência da cultura caipira.

Para encerrar a série, no dia 10 de julho às 20h, a Orquestra Filarmônica de Violas lança o segundo CD “Orquestra Filarmônica de Violas II” e se apresenta no MCB com a participação do cantor Renato Braz, interpretando importantes obras do cancioneiro caipira, especialmente arranjadas para a ocasião.

RECEBA NOSSA PROGRAMAÇÃO

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Entrar em contato

ter. a dom. das 10h às 18h

Skip to content