ABERTURAS NOTURNAS – FEVEREIRO

ABERTURAS NOTURNAS – FEVEREIRO

Museu da Casa Brasileira oferece visitas noturnas em quartas-feiras alternadas, com gratuidade para o ingresso das 18h às 22h. A primeira ação de fevereiro acontece no dia 4, destacando a mostra Casas do Brasil 2014 – SOBREVIVÊNCIAS/ uma exposição sobre vivências: Carandiru. Por meio do horário estendido, o MCB visa ampliar o acesso do público ao Museu em horários alternativos.

A exposição, que tem curadoria de Maureen Bisilliat, é a sexta edição de Casas do Brasil do MCB, projeto que propõe a formação de um inventário sobre a diversidade do morar no país. Aberta até 29 de março, revela soluções encontradas pelos detentos para as condições de vida enfrentadas no cotidiano do presídio do Carandiru. A iconografia utilizada foi produzida pela equipe coordenada por Sophia Bisilliat e André Caramante entre 2001 e 2002, últimos anos de funcionamento da Casa de Detenção Professor Flamínio Fávero (Carandiru), antes de sua demolição. A equipe coletou peças do dia a dia, que formam um recorte das ferramentas e utensílios improvisados pelos detentos: fornos, ferros, filtros, facas, que, na mostra do MCB, podem ser vistos fisicamente e em imagens de Renato Soares.

Montada cenicamente por Marcos Albertin, a exposição é dividida em módulos temáticos: limpeza, comida, esporte, religião, celas, saúde, silêncio, solidão – capítulos que ganham vida por meio das palavras de Drauzio Varella. São apresentados objetos e arranjos interiores produzidos como “resistência cultural”, feitos criativamente em condição de extrema limitação. Complementam o conteúdo expositivo fotografias de Andreas Heiniger de portas e celas, identificando soluções de um cotidiano: a arquitetura da sobrevivência dos internos residentes da detenção.

Também estarão disponíveis para visitação as exposições Coleção MCB e A Casa e a Cidade – Coleção Crespi-Prado, ambas em cartaz por tempo indeterminado. A primeira reúne móveis e utensílios representativos da casa brasileira do século 17 ao 21, e a segunda retrata um importante capítulo do desenvolvimento paulistano entre o final do século 19 e meados do século 20 a partir do cotidiano e da trajetória dos moradores originais da casa que hoje abriga o MCB: o casal Fábio Prado e Renata Crespi.

Realizadas desde o início de 2012, as visitas noturnas contribuíram, ao lado de um conjunto de ações do MCB, para o crescimento da frequência ao museu a patamares superiores aos 100 mil visitantes anuais. Além das exposições de acervo e mostras temporárias sobre arquitetura e design, os visitantes têm acesso também a atrações especialmente elaboradas para o horário estendido, como visitas orientadas por curadores, apresentações musicais, lançamentos de documentários e livros, debates, entre outras programações.

Em todas as aberturas noturnas, o Museu da Casa Brasileira atende ao público espontâneo e a grupos agendados. Os interessados em realizar visitas educativas podem ligar para (11) 3026.3913 e saber mais detalhes sobre esta iniciativa e as atrações em cartaz.

RECEBA NOSSA PROGRAMAÇÃO

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório
Entrar em contato

ter. a dom. das 10h às 18h