Prêmio Design MCB

Myrna de Arruda Nascimento é coordenadora dos jurados da categoria Trabalhos Escritos do 35º Prêmio Design MCB. Mestre e doutora em Arquitetura e Urbanismo pela FAU-USP, e também mestre em Ciências da Comunicação pela Faculdade Casper Líbero, Myrna é professora e pesquisadora do departamento de Projeto da FAU-USP, nos cursos de Arquitetura e Design, e do Centro Universitário Senac, onde também coordena o grupo de pesquisa em Comunicação, Arquitetura e Design. Os temas de suas pesquisas englobam ensino e experimentação, analogias entre Design e Arquitetura, Projeto/ Linguagem/ Representação, Comunicação/ Espaço/ Significação, materialidades em experimentação das suas espacialidades, e estudos transdisciplinares dirigidos às representações da cultura material e imaterial.

 

Agda Carvalho é Pós-Doutora em Artes pela UNESP e em Humanidades Digitais pela UFG. Doutora em Ciências da Comunicação pela ECA-USP e mestre em Artes Visuais pela UNESP. É docente e pesquisadora do curso de Design do Instituto Mauá de Tecnologia, onde é Líder do Grupo de pesquisa LabDesign: Processos Criativos, experiência e inovação. Coordenou o projeto de Reconstituição do Ballet Triádico da Bauhaus – Centro Universitário Senac (2007-2009). Realizou a curadoria e organização da exposição Sacilotto em Contextos, na Casa do Olhar Luiz Sacilotto (2013) e da exposição João Suzuki: Fantasia Aprisionada, na Caixa Cultural (2012). Foi júri do Prêmio Museu da Casa Brasileira (2019 e 2021) e integra as publicações Design Contemporâneo (2005), Modos de Ver a Moda (2010), Sintonia da Moda (2010), Corpo e Vestimenta (2015), Dimensões: Arte_Design_Tecnologia (2020), e Conecta Cultura (2021).

 

Agnaldo Farias é mestre em História pela Unicamp e doutor em Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSP. Atualmente, é professor Doutor do Departamento de História da Arquitetura e Estética do Projeto da FAUUSP. Foi Curador Geral do Museu Oscar Niemeyer, de Curitiba, Curador Geral do Instituto Tomie Ohtake e do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. Foi curador geral da 29ª Bienal de São Paulo (2010), da 11ª Bienal de Cuenca, Equador (2011) e do Pavilhão Brasileiro da 54ª edição da Bienal de Veneza (2011). Recebeu o prêmio “Melhor retrospectiva” da Associação Paulista de Críticos de Arte – APCA, 1994, pela Exposição Nelson Leirner, e o Prêmio Maria Eugênia Franco, da Associação Brasileira de Críticos de Arte – ABCA, pela melhor curadoria de 2011.

 

Alécio Rossi é doutor em Arquitetura e Design pela FAUUSP e mestre em Comunicação Midiática pela Unesp. Atualmente é professor na PUC SP e coordenador de desenvolvimento de novos cursos de graduação e pós-graduação do Centro Universitário Senac. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Design Gráfico e atua principalmente com os seguintes temas: inovação educacional, comunicação, arte, códigos, marca, design, criação e produção.

 

Ana Claudia Maynardes é graduada em Desenho Industrial pela UFPR, com mestrado e doutorado em Artes pela UnB. Atualmente, é professora Adjunto do Departamento de Design da UnB, e atua nos cursos de graduação e no Programa de Pós-Graduação em Design. É pesquisadora líder do Grupo de Pesquisa Laboratório de Desenvolvimento em Design (UnB/CNPq) que tem quatro linhas de pesquisa: Design Estratégico e Inovação; Design de Acessórios para moda/joalheria; Design de Móveis; e Economia Criativa. Tem experiência na área de design, com ênfase em design de produto, atuando principalmente nos seguintes temas: design assistivo; características culturais do design brasileiro; design de móveis e design de joias.

 

Ana Paula Coelho de Carvalho é mestre em Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSP e especialista em Design de Interiores pelo Centro Universitário SENAC. Atualmente, coordena o curso de pós-graduação em Design de Interiores do SENAC Lapa Tito, onde também leciona neste e no curso de Arquitetura Comercial. Tem experiência como docente nos cursos de graduação e pós-graduação do Centro Universitário FMU/FIAM-FAAM, de Arquitetura e Urbanismo, Design de Interiores, Arquitetura Comercial e Gestão de Projeto. Desenvolve projetos de arquitetura, design de interiores e comunicação visual para espaços residenciais, industriais, comerciais e corporativos.

 

Anamaria Amaral Rezende Galeotti é arquiteta e designer. Pós-doutoranda na FAUUSP. É professora dos cursos de Design Gráfico e Design Digital da Universidade Anhembi Morumbi e professora convidada no curso de Arquitetura e da pós-graduação em Design da FAUUSP. Foi Bolsista CAPES / Fulbright na University of Michigan – Stamps School of Art and Design. Atua como consultora em uso, tendências e aplicação de cor em arquitetura, moda e design. Durante o ano de 2021, projetou uma instalação cromática no prédio da Fábrica de Cultura de Diadema e uma versão em Realidade Aumentada.

 

Andréa de Souza Almeida é mestre em Comunicação e Artes pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e doutora em Ciências da Comunicação pela ECA-USP. Exerceu, por 27 anos, docência em instituições de design na capital de São Paulo, dentre elas: UNG, Belas Artes, Senac e Mackenzie. Atuou como designer gráfico em empresas, escritórios e agências de design na capital de São Paulo de 1986 a 1997. Participou de 2010 a 2019, como júri dos trabalhos escritos do Prêmio Design Museu da Casa Brasileira.

 

Auresnede Pires Stephan é doutor em História, Teoria e Ensino em Design pela USP e mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Atualmente, é professor de Ergonomia no curso de Design da ESPM, além de ser professor na FAAP, na Faculdade Santa Marcelina, assessor educacional no Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, membro de conselho do Instituto Uniemp e membro da comissão da Associação dos Designers de Produto. Tem experiência na área de design no segmento acadêmico, atuando ainda como consultor em projetos e como curador e coordenador de prêmios e mostras de design.

 

Cecilia Arbolave é jornalista argentina formada na Universidad Austral (Buenos Aires) e pós-graduada pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário (São Paulo). É editora na Lote 42, uma das fundadoras da Banca Tatuí, espaço de publicações independentes, e organiza a feira Miolo(s), na Biblioteca Mário de Andrade. Em 2017, foi júri do Prêmio Jabuti na categoria Histórias em Quadrinhos.

 

Cibele Haddad Taralli é graduada, mestre e doutora em Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSP. Atualmente, é professora no Programa de Pós-graduação em Design, PPGDesign da FAUUSP. Tem experiência nas áreas de Arquitetura; Urbanismo e Design, atuando em docência e pesquisa principalmente nos seguintes temas: arquitetura, design de produto, design social e de serviços; design e ensino; design e cultura material; desenho industrial; metodologia, processos e procedimentos de pesquisa e projeto; fabricação e montagem de produtos em design e arquitetura; e linguagem e representação em arquitetura e design.

 

Clice de Toledo Sanjar Mazzilli é graduada, mestre e doutora pela FAUUSP. Professora Associada do Departamento de Projeto da FAUUSP, onde leciona desde 2001. É vice coordenadora do Laboratório de Pesquisa em Design Visual (LabVisual); líder do Grupo de Pesquisa (CNPq) Design, Ambiente e Interfaces; coordenadora do acordo de Duplo Diploma entre a FAUUSP (Curso de Design) e o Politecnico di Milano (Scuola del Design); coordenadora didática da Seção Técnica de Produção Editorial. Tem experiência nas áreas de Design, Arquitetura e Arte, atuando principalmente nos seguintes temas: processos de criação em design, linguagens visuais gráfica e ambiental, narrativas visuais, design ambiental, design de espaços lúdicos, design do livro imagem.

 

Cyntia Santos Malaguti de Sousa é doutora em Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSP. Atualmente, é professora-pesquisadora da FAUUSP, junto ao curso de graduação em design e ao programa de pós-graduação em Design. Tem experiência profissional na área de Desenho Industrial e desenvolve pesquisas relacionadas aos seguintes temas: design para sustentabilidade, gestão do design e cultura material.

 

David Sperling é doutor em Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSP e mestre em Arquitetura e Urbanismo pela Escola de Engenharia de São Carlos da USP. É professor-doutor do Instituto de Arquitetura e Urbanismo da USP e coordenador do Núcleo de Estudos das Espacialidades Contemporâneas do IAU-USP (NEC-IAU/USP). Foi professor convidado da Leuphana University (Alemanha), em 2017, e da Universidade Nacional do Litoral (Argentina), em 2014. Exibiu projetos, trabalhos visuais e projetos cartográficos nas IV, X e XI Bienais de Arquitetura de São Paulo e no Storefront for Art and Architecture (NYC). Foi curador das exposições “Homo Faber 2.0: Politics of Digital in Latin America” (2018) e “Homo Faber: Digital Fabrication in Latin America” (2015). Atua principalmente com os seguintes temas: espaço, tecnologia e cultura; interfaces entre arquitetura e arte contemporâneas; cartografias e mapeamentos; processos de projeto e tecnologias computacionais.

 

Débora Carammaschi é mestre Interdisciplinar em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e especialista em História da Indumentária e da Moda e Formação de Professores, com ênfase em Imagem Pessoal pelo Senac. Como professora convidada, ministra aulas em instituições como Senac, SESC, Faculdade Boa Viagem, IESB/BR e Anhembi Morumbi. É escritora e articulista da revista dObra[s]. Participou da edição do livro Bonita Maria do Capitão, finalista do prêmio Jabuti 2012. Atua como professora no Istituto Europeu Di Design desde 2008, nos cursos de Bacharelado em Design de Moda, Design de Produto e Serviço e na Pós-Graduação Fashion Marketing and Communication.

 

Débora Gigli Buonano é doutora e mestra em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Estagiou na Grey Art Gallery – New York University e National Gallery of Art, Washington-DC. Foi assistente técnica da Coordenadoria de Acervo e Desenvolvimento Cultural do MASP. Atualmente, é professora da graduação e pós-graduação do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Foi professora da Universidade São Judas Tadeu, SENAC, FM, FAITER e IED-Instituto Europeu de Design. Foi, também, professora colaborada da FAUUSP.Tem experiência na área de Artes, com ênfase em História da Arte, História do Design, e Estética da Arte. Atuando principalmente nos seguintes temas: História, Arte, Design, Colecionismo e Estética.

 

Denise Dantas é doutora pela FAUUSP na área de Design Centrado no Usuário, com mestrado na mesma instituição na área de Tecnologia / Embalagem. É docente na FAUUSP e coordenadora do LabDesign FAUUSP, que gerencia o projeto Materialize – acervo de materiais para o design e arquitetura, em parceria com o Materiali e Design / Materioteca (Politecnico di Milano). Atua como colíder do grupo de pesquisa “Design em Ação: grupo de pesquisa sobre design e seus contextos contemporâneos” e atualmente coordena projetos de pesquisa com ênfase em design inclusivo, design participativo, inovação e indústria 4.0 e materiais para o design.

 

Denize Roma é Graduada em Comunicação Visual pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Atualmente, é professora do Centro Universitário Senac.

 

Eduardo Augusto Costa é doutor em História pela Unicamp, tendo realizado doutorado-sanduíche na Universidade de Coimbra (Portugal). É docente do Departamento de História da Arquitetura e Estética do Projeto, grupo de disciplinas de História do Design e do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da FAUUSP. Lidera o Grupo de Pesquisa Arquivos, fontes, narrativas: entre cidade, arquitetura e design (CNPq) e coordena a pesquisa “Cultura Visual e História Intelectual: Arquivos e coleções de arquitetura”. Tem experiência em História do Design e da Arquitetura, com ênfase em Cultura Visual, História Intelectual e Patrimônios.

 

Eleida Pereira de Camargo é graduada em Desenho Industrial pela FAAP, especialista em Arteterapia Analítica, pela FMU, mestre pela FAUUSP, doutora pela UNIFESP e pós-doutora pela FAUUSP, pesquisando a Neuroestética aplicada ao Design da Informação. Atua como professora universitária, desenvolvendo componentes curriculares relacionadas à Programação Visual, Metodologia da Pesquisa e Produção Gráfica. Tem experiência na área de design, com ênfase em embalagens, editorial, material paradidático e lúdico, design da informação e produtos voltados à saúde.

 

Eneida de Almeida é doutora em Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSPe mestre em Studio e Restauro dei Monumenti pela Università Degli Studi di Roma. Professora da Universidade São Judas Tadeu, atuando na graduação, mestrado e doutorado em Arquitetura e Urbanismo. É coeditora da revista eletrônica arq.urb do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade São Judas Tadeu (PGAUR/USJT). Coordena o Grupo de Pesquisa CNPq Arquitetura, Preexistências, Restauro, integra o Grupo de Pesquisa CUAL – Comum Urbano na América Latina, sediado na UFPR e é pesquisadora do Instituto Anima. É membro do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (CONPRESP), representante do Instituto de Arquitetos do Brasil, Departamento de São Paulo (IAB-SP), mandato 2020-2023. Tem experiência na Área de Arquitetura e Urbanismo com ênfase em História e Preservação da Arquitetura.

 

Fanny Schroeder é mestre em projetos de arquitetura e doutora em arquitetura de interiores pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Autora do livro Interiores da Casa Brasileira: artefato, gênero e espaço publicado pela Altamira Editorial (2019). Professora em cursos de graduação e pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo, Design e Design de Interiores, atualmente docente da Universidade São Judas Tadeu (USJT-SP). Parecerista ad hoc na avaliação de periódicos da Scientific Electronic Library Online – SciELO Brasil. Sócia do escritório Grandi Schroeder Studio | Arquitetura e Design de Móveis.

 

Fernando Guillermo Vázquez Ramos é doutor pela Universidad Politécnica de Madrid e mestre em Estética y Teoria de las Artes pelo Instituto de Estética y Teoria de las Artes (Madri). É coordenador do programa de Pós-graduação e professor adjunto do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade São Judas Tadeu. Líder do Grupo de Pesquisa (CNPq) Arquitetura e Cidade: Representações. Foi coeditor da revista eletrônica acadêmica arq.urb (2010-2019). Desenvolve trabalhos de pesquisa nos seguintes campos: representação arquitetônica (analógica e digital), relações entre arte e arquitetura, relações entre teoria e prática de projeto de arquitetura, patrimônio da arquitetura moderna paulista.

 

Grace Kishimoto é docente e pesquisadora da Universidade Presbiteriana Mackenzie no curso de design. Integrante do grupo de pesquisa “Design, Teoria e Projeto” da FAU-Mackenzie. Mestre em Design, bolsista CAPES, pela Universidade Anhembi Morumbi. Bacharel em Desenho Industrial com habilidade em Produto, pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Atua como consultora em Design. Ministra disciplinas nas áreas de Design de Produto e de Comunicação. Atua principalmente nos seguintes temas: joia, embalagem, brinquedo e produção gráfica.

 

Gustavo Curcio é professor e pesquisador do Departamento de Projeto da FAUUSP. Possui pós-doutorado em Design e Arquitetura pela FAUUSP e experiência de 15 anos na área editorial, programação visual, direção de arte, direção de fotografia e direção de redação/publicidade. Faz parte do conselho editorial das revistas Arquitetura e Urbanismo e Téchne. Integra o conselho científico do ArqXP | Experiências Inovadoras em Construção.

 

Gustavo Piqueira é artista gráfico, designer, ilustrador, pesquisador e escritor, sua produção se desenvolve ao redor das intersecções entre linguagens e categorias. Às vezes estabelecendo novas articulações, às vezes borrando limites já estabelecidos. À frente do estúdio Casa Rex, já recebeu mais de 500 prêmios nacionais e internacionais de design. Também publicou mais de 40 livros compostos por sistemas narrativos dos mais diversos — visuais, verbais e materiais, quase todos não muito ortodoxos. Do mesmo modo, sua obra gráfica abusa da livre mistura de processos tanto digitais como analógicos; tanto manuais como industriais. É, aliás, no livre correr desses fluxos que ela se estabelece.

 

Jethero Cardoso de Miranda é mestre em Comunicação pela Universidade Paulista. Atualmente, é coordenador e professor do curso de pós-graduação em Design de Interiores da FAAP, de Visual Merchandising no curso de Design de Moda, da disciplina Fundamentos do Espaço no curso de Design da FAAP, e do curso de Design de Interiores, do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Faz parte do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Designers de Interiores onde ocupa o cargo de conselheiro.

 

João Yamamoto é graduado e mestre em Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSP, onde atualmente desenvolve pesquisa de doutorado. Desde 2016 é professor nos cursos de bacharelado em Design e em Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário Senac. Entre 2008 e 2021, colaborou com diversos arquitetos e escritórios de arquitetura, como MMBB, Paulo Mendes da Rocha, GRUPOSP, REPUBLICA e CENTRO. Atua paralelamente desde 2002 nas áreas de design gráfico e de produto.

 

José Roberto D’Elboux é doutor em Ciências (Programa Design) e mestre em Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSP. Recebeu Menção Honrosa no Prêmio Tese Destaque USP 2020 na área de Ciências Sociais Aplicadas e Menção Honrosa no 32º Prêmio Design Museu da Casa Brasileira, na categoria Trabalhos Escritos Não Publicados, com a pesquisa Letras e letreiros: manifestações do art déco em projetos arquitetônicos paulistanos (1925-1955). Possui mais de 30 anos de experiência profissional na área de Comunicação, tendo atuado como Diretor de Arte e Diretor de Criação nas agências de publicidade Y&R, Africa, Leo Burnett, Publicis e DPZ.

 

Leandro Velloso é graduado em Arquitetura e Urbanismo, com doutorado na área de Design pela FAUUSP. É professor doutor do Departamento de Projeto FAUUSP. Coordenador da pesquisa ‘Infovis para Saúde Pública: Sistematização do Design de Visualizações para Monitoramento e Avaliação’, realizada em parceria com o Ministério da Saúde do Brasil e financiada pela Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS). Membro dos grupos de pesquisa (CNPq) Design, Ambiente e Interfaces (DAI), Design em Ação (DeA), Design para a Saúde e da Sociedade Brasileira de Design da Informação (SBDI).

 

Luciana Chen é mestre e doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, especialista em Museologia pelo CEMMAE/USP. Desde 1996, desenvolve projetos de educação não-formal em instituições culturais e museológicas. Atua como professora nos cursos de graduação, é membro do NDE do curso de Design de Moda e coordena o curso de Pós-graduação em Direção de Arte Audiovisual no Centro Universitário SENAC. Pesquisa as interações entre público e produções bidimensionais, tridimensionais e virtuais para ao desenvolvimento de materiais, objetos e ações.

 

Manoel Evangelista dos Santos Júnior é designer gráfico graduado em Desenho Industrial pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e MBA em Branding – Gestão de Marcas pelas Faculdades Integradas Rio Branco. Desde 1995, atua como designer editorial, e criou dezenas de capas de livros, projetos gráficos editoriais e identidades visuais para inúmeras coleções. Lidera o estúdio OFÁ Design, cujo foco de atuação é o mercado editorial, no desenvolvimento de livros físicos nos segmentos de Negócios, Universitários, Jurídicos, entre outros. Também desenvolve OEDs (Objetos Educacionais Digitais), e Identidade de Marcas.

 

Marcelo José Oliveira Farias é mestre e doutor em Comunicação e Semiótica PUC SP, pós-graduado em Design Management pela Università degli Studi di Roma “La Sapienza” (Itália), em Agente de Inovação Tecnológica pela Universidade Tiradentes – UNIT em parceria com a ABIPTI e em Design pelo Centro de Diseño Industrial – CDI/FADU (Uruguai). É professor dos cursos de Design e de Moda da FAAP, professor dos cursos Bacharelado em Design e Tecnologia em Produção e Multimídia do Centro Universitário Senac e professor convidado da Sustentare Escola de Negócios em Joinville/SC. Atuou como coordenador do curso de design gráfico e de produto da FAAP, professor dos cursos de graduação e pós-graduação do Istituto Europeo di Design – IED, do curso de pós-graduação em Creative Design Business do Instituto Mauá de Tecnologia – IMT e do curso de design da Universidade Tiradentes – UNIT. Gerenciou o Programa Via Design do SEBRAE (2002-2005) e coordenou o programa de formação em design estratégico no IED Centro Ricerche (2005-2008) em São Paulo. Atualmente, desenvolve estudos, pesquisas e projetos nas áreas de Design Estratégico; Gestão do Design; Processos de Criação e Inovação; Comunicação e Semiótica, no âmbito do ensino e da prática profissional do design.

 

Marcia Gregori é pós-doutora pela FAUUSP e pesquisadora do Grupo Museu/Patrimônio (GMP) da mesma instituição. É professora na Faculdade de Comunicação e Design (FCD) do Grupo Oswaldo Cruz. Doutora em Arquitetura e Urbanismo pela FAU-Mackenzie e mestre em Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSP. Investiga as representações dominantes e esquecidas no território urbano de São Paulo e a constituição do imaginário da cidade, no âmbito da história cultural, com ênfase em memória, representação e mobilidade urbana. Foi conselheira participativa municipal (2013-2015) e integrou entre 2013 e 2017 o Grupo de Trabalho de Mobilidade Urbana da Rede Butantã, no qual coordenou discussões sobre o transporte coletivo e mobilidade urbana em São Paulo. Leciona na Faculdade de Comunicação e Design do Grupo Oswaldo Cruz, onde ministra as disciplinas de Metodologia da Pesquisa e Desenho de Observação.

 

Marcos Fruet Palhares possui graduação em Administração Pública pela FGV, especialização em Gestão Estratégica de Embalagem pela ESPM, mestrado em MSc in Management Research pela University of Oxford e mestrado em Administração pela FEA USP. Atualmente, é professor do Centro Universitário Senac. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Administração de Empresas. Atuando principalmente nos seguintes temas: embalagem, marketing verde, sustentabilidade, reciclagem.

 

Maria Cecilia Loschiavo é mestre e doutora em filosofia pela FFLCH-USP, obteve o título de livre-docente pela FAUUSP. É professora titular de Design da FAUUSP e Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq. Atua como orientadora no programa de pós-graduação em Design da FAUUSP. Realizou pós-doutorado e foi professora visitante da University of California, Los Angeles; School of Public Policy and Social Research (1995-1997); Nihon University, Tóquio (1999); Centre Canadien d’Architecture, Montreal (2001), University of California, Los Angeles; School of Public Affairs (2007-2008). Foi pesquisadora visitante Waseda University, Tóquio (2001); Tokyo Zokey University (2006); Indian Habitat Center, Nova Delhi (2006); Tama Art University (2008), University of Tokyo (2009); Loughborough University (2012); San Francisco State University (2012), University of Boras (2013), University of South Australia (2015) e (2018); Amsterdam University of Applied Sciences (2016); Jönköping University e Träcentrum, Nässö, Suécia, (2017). Tem experiência na área de Design, com ênfase nos seguintes temas: design, design para a sustentabilidade, design brasileiro, design social, exclusão sócio espacial, moradores de rua, catadores de recicláveis.

 

Miriam Pappalardo é graduada em Arquitetura e Urbanismo e Mestre em Design pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo; Especialização em design gráfico, Centro Universitário Maria Antônia USP; Curso técnico em vestuário, Senai SP; estudou joalheria no Senai SP e participa também de inúmeros workshops em diversos países. Recebeu prêmios e participa de exposições, nacionais e internacionais. Ministra  oficinas de Joalheria experimental no Brasil e no exterior, organiza workshops com artistas joalheiros vindos de diferentes países. Desenvolve trabalho de curadoria de exposições como: “Aquilo que Abraça: Joalheria Contemporânea Brasileira” e “De Mãos Dadas: uma coleção de anéis e peças para as mãos”, Brasil e Argentina, ambas fazendo parte da Bienal Latinoamericana de Joyería Contemporánea; exposição retrospectiva “10 Anos JoyaBrava”, Chile. Desenvolve projetos na área de moda, joalheria e têxteis. Faz parte do Grupo Broca de de joalheria contemporânea.

 

Nara Sílvia Marcondes Martins é pós-doutora em Artes Visuais na Faculdade de Belas Artes-Universidade de Lisboa, doutora em Arquitetura e Urbanismo na FAUUSP e mestre em Artes Visuais pela IAUNESP. Atua como professora pesquisadora adjunta no curso de graduação de Design na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Atualmente coordena o curso de Graduação de Design FAU-UPM, foi Coordenadora Adjunto Apoio Acadêmico e Coordenadora de Pós-Graduação Lato Sensu em Arquitetura e Design FAU-UPM. É líder do grupo de pesquisa certificado pelo CNPq: Design, Teoria e Projeto desde o ano de 2000. Possui experiência na área do Design, Comunicação, História e Teoria do Design e das Artes Visuais. Possui pesquisas que discutem o contexto e as tendências do design contemporâneo, o design emocional, design socioambiental e economia criativa. É presidente da Associação Design Possível.

 

Nelson José Urssi é professor, Designer e Arquiteto. Doutor em Design e Arquitetura pela FAUUSP e mestre em Comunicação e Artes pela ECA . É professor universitário e coordena os Bacharelados em Design, Design Digital e Design Gráfico no Centro Universitário Senac. Profissional de projeto, investiga as tecnologias da informação e a experiência humana em uma cidade plena de dados. Integra o grupo de pesquisa Tecnologias Digitais Aplicadas ao Projeto e a Apple Developer Academy como mentor de design no Centro Universitário Senac.

 

Norberto Gaudêncio Junior é designer gráfico, professor e pesquisador da Universidade Presbiteriana Mackenzie. É coordenador de Educação Continuada do Centro de Comunicação e Letras (CCL) da Universidade Presbiteriana Mackenzie. É autor dos livros A Herança Escultórica da Tipografia e Cultura Gráfica. Foi curador e autor do texto do catálogo da exposição “Veja ilustre passageiro: o Atelier Mirga e os cartazes de bonde”, realizada no Instituto Tomie Ohtake (2011). Assina a coluna “Cultura Gráfica” publicada na revista Tecnologia Gráfica. Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, com estágio realizado na Université Paris Descartes – Sorbonne.

 

Olavo Egydio de Souza Aranha é graduado em Desenho Industrial pela Fundação Armando Alvares Penteado (1987) e mestre em Industrial Design pelo Central Saint Martins College of Art and Design (Reino Unido, 1993), leciona no curso de Design da FAU-Mackenzie. Atuou em design automobilístico, gráfico, linha branca, linha marrom e luminotécnica.

 

Priscila Farias é designer, professora da FAUUSP e bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq, coordena o Laboratório de Pesquisa em Design Visual (LabVisual). Atua como professora e pesquisadora visitante junto a instituições internacionais como a University of the Arts London, University of Brighton e Università IUAV di Venezia. É editora-chefe da revista científica InfoDesign, membro do conselho editorial dos periódicos Journal of Design History e The Design Journal, e parecerista de muitas outras publicações, eventos e agências de fomento no Brasil e no exterior. Seus interesses de pesquisa envolvem tipografia, design de tipos, letras na paisagem urbana, design da informação, história do design, e design como patrimônio cultural.

 

Ralf Flores é graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Viçosa (UFV) e Mestre em Teoria e História da Arquitetura e do Urbanismo pela Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo (EESC/USP). Coordenador do Comitê de Atividades de Extensão Universitária, coordenador da Frente de Trabalho Educação que Queremos e como docente do Bacharelado em Arquitetura e Urbanismo e do Bacharelado em Audiovisual no Centro Universitário SENAC. Possui experiência docente multidisciplinar nos bacharelados em Artes Visuais, Arquitetura e Urbanismo, Audiovisual, Design (Industrial, Gráfico, Moda), Publicidade e Propaganda, e nos cursos Tecnólogo em Design de Interiores e Tecnólogo em Produção Multimídia.

 

Romero Tori é engenheiro, doutor e livre-docente pela USP. Atualmente, é professor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo e desenvolve pesquisas de realidade virtual e aumentada aplicadas à educação e à saúde. Coordena o desenvolvimento do ambiente VIDA Enfermagem (simulador em realidade virtual para treinamento de coleta sanguínea) em parceria com Escola de Enfermagem da USP Ribeirão Preto. Chair para América Latina do Immersive Learning Research Network (ILRN), nas edições 2020 e 2021. Participou do painel de especialistas internacionais que deu origem à publicação “State of XR & Immersive Learning 2021 Report”. Colaborador e/ou consultor em pesquisa e inovação em tecnologias imersivas aplicadas à educação junto a startups. Os termos mais frequentes na contextualização de sua produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Computação Gráfica, Design, Realidade Virtual, Multimídia, Hipermídia, Educação Virtual Interativa, Educação, Tecnologia Educacional, Educação a Distância e Computer games. Criador e curador do blog “Educação sem Distância” (http://esemd.org).

 

Rosana Vasques é doutora pela FAUUSP, com período sanduíche na Aalto University School of Business (Finlândia), Mestre em Design pela UFPR, Especialista em Design de Mobiliário – Projeto e Gestão, pela UTFPR e Bacharel em Desenho Industrial com habilitação em Projeto de Produto pela UFPR. É professora do Departamento de Projeto da FAUUSP, pesquisadora no InovaUSP e visiting scholar do Institute for Design Innovation – Loughborough University London. Também atua como consultora em design research, service design e empreendedorismo. Interesses de pesquisa: design e sustentabilidade; consumo (Consumer Culture Theory); uso compartilhado; sharing economy; design de serviços, empreendedorismo e economia criativa.

 

Sara Miriam Goldchmit é professora do Departamento de Projeto da FAUUSP. Graduada em Arquitetura e Urbanismo, com mestrado e doutorado em Design, também pela FAUUSP. Credenciada no Programa de Pós-Graduação em Design da FAUUSP. Membro da Design Research Society (DRS) e da Sociedade Brasileira de Design da Informação (SBDI). Líder do Grupo de Pesquisa Design e Inovação em Saúde (CNPq) e coordenadora do Laboratório de Pesquisa Design para Saúde. Áreas de interesse e expertise: design para saúde, design da informação, design centrado no usuário, design visual.

 

Sueli Garcia é doutora em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e mestra em Comunicação pela UNIP. Atualmente, é docente e coordenadora dos cursos de graduação de Design de Interiores e Design de Produto, de pós-graduação em Design de Interiores e do mestrado em Arquitetura, Urbanismo e Design do Centro Universitário Belas Artes-SP. É autora dos livros Arquitetura do Espaço Cenográfico (2011) e Arte e Cultura na Moda como fundamentos do vestir contemporâneo (2014). É Vice-presidente do Acadêmico da ABD – Associação Brasileira de Designers de Interiores. Desde 2010 é head e co-fundadora do escritório P.O.Box Design, empresa que desenvolve Tendências, Visual Merchandising, Produtos e Interiores Comerciais, através de Projetos e Consultoria, e conta com dois prêmios na área em 2018 e 2019.

 

Tatiana Sakurai é pesquisadora, professora de graduação e pós-graduação do Departamento de Projeto (AUP) da FAUUSP. É graduada e mestre em Arquitetura e Urbanismo pelo Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos – IAU-USP. Doutora pelo Programa de Pós-Graduação da FAUUSP. Realizou pesquisa de pós-doutorado no Center for Neighborhood Knowledge vinculado ao UCLA Department of Urban Planning da UCLA Luskin School of Public Affairs (2019-2020). Possui experiência nas áreas de Desenho Industrial e de Arquitetura, atuando principalmente nos seguintes temas: mobiliário doméstico, arquitetura de interiores, design para a experiência, sustentabilidade.

 

Teresa Maria Riccetti é docente e pesquisadora da Universidade Presbiteriana Mackenzie, no curso Design. Doutora em Ciências pela UNIFESP. Mestre em Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSP. No período de 1990/91, foi membro da equipe de designers do Laboratório Brasileiro de Design – LBDI/CNPq (Florianópolis, SC). Aperfeiçoamento em Director Design pela Domus Academy, Milão (1992). Foi docente nos cursos de graduação e pós-graduação em Design, da FAAP no período de 1994-2016. É vice-líder do grupo de pesquisa: Design, Teoria e Projeto; atua no campo do design nas áreas de produtos com ênfase no mobiliário e paisagem doméstica; ensino e metodologia.

 

Zuleica Schincariol é designer gráfica, arquiteta, professora e pesquisadora. Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSP, especialização em Estudos de Museus de Arte pelo MAC-USP e mestrado em Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSP. É professora e pesquisadora do Curso de Design da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, integrante do grupo de pesquisa Design, arte, linguagens e processos. Tem experiência na área de design, com ênfase em programação visual, atuando principalmente nos seguintes temas: design gráfico, design editorial, tipografia, design gráfico ambiental e história do design.

RECEBA NOSSA PROGRAMAÇÃO

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Entrar em contato

ter. a dom. das 10h às 18h

Skip to content