« VOLTAR

MOSTRA | CADEIRA FIRMEZA

O Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, em parceria com o CIAM – Centro Israelita de Apoio Multidisciplinar, inaugura a mostra ‘Cadeira Firmeza’ em 2 de dezembro, sábado, às 10h, com entrada gratuita.

Em homenagem ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, celebrado no dia 3 de dezembro, a exposição trará como destaque a ‘cadeira de posicionamento em papelão’, desenvolvida pelo Laboratório de Tecnologia Assistiva de Baixo Custo do CIAM, espaço voltado para elaboração e adaptação de dispositivos posturais.

“Sabemos que as crianças com comprometimento motor e neurológico, associadas ou não a deficiência intelectual, possuem por direito o fornecimento de uma cadeira de rodas com tecnologia de ponta via setor público. Porém, essa demanda é grande e o tempo entre a avaliação e entrega em algumas regiões do país pode demorar até cinco anos. É tempo suficiente para que possam adquirir deformidades músculo-esqueléticas irreversíveis e que, se não cuidadas, com o decorrer do desenvolvimento podem levar a óbito”, explica João Marcelo Paixão Turri, Assistente Técnico Administrativo da Área Técnica do CIAM.

Tomando como referência o trabalho das norte-americanas Molly Campbell e Alex Trusdell, fundadora da Adaptative Design Association Inc., na criação de dispositivos de auxílio para pessoas com deficiências motoras, difundido na América do Sul pela terapeuta ocupacional Ayola Cuesta Palacios, deu-se início, em 2012, o desenvolvimento da ‘cadeira de posicionamento em papelão’ pelo CIAM.

Essa cadeira trata-se de um dispositivo postural personalizado, criado a partir de uma avaliação específica e respeitando o biotipo, o quadro motor e neurológico da criança (de 0 a 4 anos). O usuário é beneficiado em aspectos como: otimização no desenvolvimento com o equilíbrio saúde/doença, por meio do aspecto físico e maturacional do sistema pulmonar; aumento do repertório de estímulos comunicativos visuais e auditivos; aprimoramento no desenvolvimento motor em relação ao controle de tronco e cervical; e coordenação de membros superiores, proporcionados pela correção postural; além de ganho social, com sua inclusão na família e a inclusão da família na comunidade.

Os dispositivos são entregues às famílias para utilização em casa, creches e ambientes educacionais, seguido de orientação profissional quanto ao uso, cuidados e precauções diárias. Até outubro de 2017, mais de 340 crianças foram beneficiadas com as cadeiras de posicionamento em papelão.

A mostra ‘Cadeira Firmeza’ fica em cartaz até o dia 21 de janeiro de 2018 e também trará imagens de peças selecionadas em diversas edições do Prêmio Design MCB que promovem melhorias na qualidade de vida e inclusão da pessoa com deficiência.

O MCB que, por meio do Prêmio Design, avalia anualmente novos produtos e reflexões do design nacional, destaca com esse painel um design feito para atender a necessidades fundamentais; inclusivo por excelência e que transcende a noção mais difundida do design associado a produtos de luxo ou sofisticados. “Lembramos aqui do design como um fazer humano essencial, aquele de produzir objetos de apoio à sobrevivência: desde tempos ancestrais manipulamos matéria disponível em busca de soluções para problemas cotidianos e melhoria da qualidade de vida”, afirma o diretor técnico Giancarlo Latorraca.

Sobre Centro Israelita de Apoio Multidisciplinar – CIAM
Associação beneficente, sem fins lucrativos, há 58 anos o CIAM tem como missão prestar assistência à pessoa com deficiência intelectual e seus familiares, buscando desenvolver sua confiança, autonomia e inclusão na sociedade. Entre os principais objetivos técnicos da instituição estão a assistência à pessoa com deficiência intelectual e sua família; a promoção da inserção social e profissional de seus assistidos; e a busca do reconhecimento técnico no desenvolvimento da pessoa com deficiência. A instituição possui a unidade Jaguaré, que presta assistência social, intervenção precoce e atendimento gratuito a bebês, crianças e jovens (0 a 14 anos) e suas famílias. Em 2016 foram realizados mais de 8.200 atendimentos e distribuídas 92 cadeiras de posicionamento. Possui também a unidade Aldeia da Esperança, localizada em Franco da Rocha, um projeto de moradia assistida individualizada para pessoas com deficiência intelectual inspirada na experiência do Kibutz Kfar Tikva (Haifa –Israel). Atualmente possui 43 residentes.

Sobre Educativo do MCB X CIAM
O MCB e o CIAM atuam em parceria desde 2014. O trabalho elaborado em conjunto pelas duas instituições traz o respeito às singularidades e a construção de vínculos enquanto premissas. Ao longo desses três anos, o Educativo do museu vem possibilitando um mergulho nas diversas linguagens da arte, com diferentes cores e formas, a fim de que os frequentadores da Associação se reconheçam como participantes ativos da vida da cidade de São Paulo. Dessa união, de extrema importância e valia, nasceu, por exemplo, a mostra ‘Sabe-se – Não se sabe o suficiente’, em exposição no jardim do MCB desde o começo de outubro.

Sobre o MCB
O Museu da Casa Brasileira (MCB), instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, dedica-se à preservação e difusão da cultura material da casa brasileira, sendo o único museu do país especializado em arquitetura e design. A programação contempla exposições temporárias e de longa duração, além de uma agenda com debates, palestras e publicações que contribuem na formação de um pensamento crítico em temas diversos como urbanismo, habitação, economia criativa, mobilidade urbana e sustentabilidade. Dentre as inúmeras iniciativas do MCB, destacam-se o Prêmio Design MCB, principal reconhecimento do segmento no país, realizado desde 1986, e o projeto Casas do Brasil, cujo objetivo é resgatar e preservar a memória sobre a diversidade do morar do brasileiro.

 

SERVIÇO

Exposição Cadeira Firmeza

A partir do dia 2 de dezembro, sábado, às 10h

Entrada Gratuita