« VOLTAR

MCB inicia processo de remoção de 41 árvores danificadas

Nas próximas semanas, o Museu da Casa Brasileira procederá à remoção de 41 árvores comprometidas em seu jardim. Como medida compensatória será realizado o plantio de 41 novos exemplares arbóreos de especies nativas seguindo o artigo 14 da Lei Municipal 10.365/87. A operação tem início nesta segunda-feira, 28 de março. 

A remoção das árvores faz parte do Projeto de Revitalização do jardim interno do MCB, que em seus aproximadamente 6.000 m² tem cerca de 500 espécies. A medida tem por objetivo garantir segurança à visitação e resgatar espécies típicas das antigas formações vegetais paulistanas, conectadas a nossa história, cultura e botânica. Ela também visa realizar ações de paisagismo consciente e minimizar problemas futuros, incorporando, ao mesmo tempo, as espécies nativas à narrativa histórica da edificação. Organizada em etapas, a operação de remoção de árvores vai agregar valor para os visitantes, que poderão conhecer melhor a vegetação desta parte da cidade, e ajudará também a desenvolver atividades educativas. 

Após uma análise técnica realizada por especialistas botânicos e ambientalistas, detectou-se que uma série de exemplares de grande porte possuía cupins, parte da estrutura de algumas delas estava em um processo de podridão, além de constarem espécies inadequadas ao meio, o que influi negativamente na sanidade arbórea atual da área. Com a remoção e plantio de 41 exemplares pretende-se tornar o jardim mais saudável e bonito, impulsando, por outro lado, a integridade física e patrimonial dos visitantes e moradores com o entorno do MCB

O trabalho, que terá início no dia 28 de março, será programado em etapas e de acordo com o calendário dos demais departamentos que possam ser impactados com este serviço. A previsão de conclusão é para a primeira quinzena de maio/16. O proceso de remoção está devidamente aprovado e autorizado pelos Órgãos competentes: PMSP / Unidade Áreas Verdes – nº 219/2015 e CONDEPHAAT – nº 75703/2015, conforme publicações no Diário Oficial da Cidade de São Paulo e Diário Oficial – Poder Executivo.