« VOLTAR

artigo "a cômoda-papeleira" e seus segredos, por Paula Coelho M. de Lima

A CÔMODA-PAPELEIRA E SEUS SEGREDOS
Por Paula Coelho M. de Lima*  

Móveis de guarda dotados de gavetas para guardar roupas e outros objetos, as cômodas surgem na Europa no século XVII como uma evolução a partir das antigas arcas. É também neste período que vemos o surgimento de outros móveis fechados, destinados a guardar papéis e servir como mesas para escrever, chamados genericamente de secretárias ou papeleiras. A partir do século XVIII é possível encontrar diversos móveis que acumulam as duas funções: de cômoda e de papeleira, como é o caso deste exemplar do século XIX do acervo do Museu da Casa Brasileira.

Clique aqui ou no link abaixo para continuar a ler o artigo.

* Paula Coelho M. de Lima é Analista de Preservação e Pesquisa do Núcleo de Preservação, Pesquisa e Documentação do Museu da Casa Brasileira desde 2011. Doutoranda em História Social pela Universidade de São Paulo, Mestre em Museologia (2014) e Bacharel em História (2008) também pela USP, atuou no Serviço de Objetos do Museu Paulista da USP entre 2005 e 2008, onde voltou a desenvolver pesquisa em 2013, através do Programa de Pesquisas nos Acervos da USP. No Museu da Casa Brasileira, atua junto ao acervo museológico, trabalhando no desenvolvimento de normativas e instrumentos de gestão das coleções, nas ações de conservação preventiva e no desenvolvimento de pesquisas para exposições, a destacar as mostras “A Casa e a Cidade – Coleção Crespi-Prado” e “Madeira e Móvel – Um olhar sobre a Coleção MCB” (2012).

FINAL_Artigo_Comoda-papeleira_1Tri_2016.pdf